Cada Dia, o Ano Todo!
Setembro
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930     
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 25 QUEM é O INIMIGO? oc Rv
08 04 Ser Pai ! oc
09 07 Independência oc
07 09 Dever de consci~ oc
08 07 Elo entre gerações oc he
03 Pais de filhos crescidos he
03 20 Início do out 21.03 oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
08 03 * COMEMORAÇÕES oc
09 06 Saber o passado oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
09 16 Camada de Ozonio *oc
09 16 Aquecimento global *
07 de abril Hist oc
05 12 Mãe e CULPA Ed Fiel oc
08 01 sobre o SELO ...oc
08 28 Como vencer o mal? oc Rv
09 11 Atitude na tragédia*
08.25 Dia do soldado oc
Táticas do inimigo , ESDRAS
Táticas do inimigo NEEMIAS oc
Programe os feriados oc
é FERIADO oc
09.01 ESPERANÇA I oc
esperança 2 oc
 



08.25 Dia do soldado oc


No Brasil, aos 25 dias do mês de agosto, comemora-se o Dia do Soldado. Essa comemoração faz referência à data de nascimento de Luís Alves de Lima e Silva, o Duque deCaxias, nascido em 1803. O renomado oficial foi considerado o patrono do Exército Brasileiro e, pela honra desse título, o Dia do Soldado constitui-se como uma homenagem ao seu nascimento.

Luís Alves nasceu em uma fazenda da então Capitania do Rio de Janeiro. Era herdeiro de uma família da aristocracia militar portuguesa. Seu pai serviu ao exército português no Brasil, que, à época do nascimento do futuro duque, em 1803, estava na iminência de um choque contra as forças napoleônicas na Europa, o que resultaria na mudança da família real portuguesa para o Brasil. A vinda da família real para o Brasil, a elevação do país à categoria de Reino Unido e a futura independência, em 1822, transformaram a vida de Luís Alves.

Quando o Brasil tornou-se independente e adotou o modelo imperial de governo, sob a liderança de D. Pedro I, as forças militares também começaram a passar por uma transformação e associaram-se à figura do imperador brasileiro e às novas instituições criadas sob a égide da Constituição Imperial de 1824. Anos mais tarde, sobretudo no Período Regencial, quando, a partir do ano de 1838, começaram a estourar várias revoltas de teor separatista no Brasil, o Duque de Caxias já era um oficial respeitado e conseguiu uma enorme projeção por comandar exitosamente a dissipação de várias dessas revoltas.

Nesse período, especificamente no ano de 1841, Caxias recebeu seu primeiro título nobiliárquico, o de Barão de Caxias, que faz referência à cidade maranhense de Caxias, onde o exército imperial conseguiu uma de suas mais célebres vitórias. Ao longo do Segundo Reinado, Caxias teve a sua posição de nobre elevada para conde, marquês e, por fim, duque.

Além disso, Caxias foi senador do Império pelo Rio Grande do Sul, província para a qual também foi nomeado por Dom Pedro II comandante-em-chefe do Exército em operações. Nas fronteiras do Sul do país, a partir de 1852, Caxias esteve à frente das represálias contra as investidas de Argentina e Uruguai ao Brasil. Ao lado de outros comandantes célebres, como o general Osório, o Duque conseguiu grandes vitórias sobre as tropas do ditador paraguaio Solano Lopez entre os anos de 1866 e 1868, naquela que foi a maior guerra já vista na América do Sul, a Guerra doParaguai.

Caxias faleceu em 1878 e até hoje sua memória é lembrada não apenas no Dia do Soldado, mas também em vários rituais e cerimônias do Exército Brasileiro, com o uso de uma réplica do seu espadim pelos oficiais formados na Academia Militar das Agulhas Negras.

extr http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-soldado.htm

*Créditos da imagem: Shutterstock e Georgios Kollidas







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2019 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.